*Texto de Ricardo Mazziero

A primeira e até agora única partida de Grand Slam que tive o prazer de assistir foi a semifinal do US Open de 2012, entre Andy Murray e Thomas Berdych

Fala Leitor - US OpenFoi um jogaço, que pavimentou o caminho rumo ao primeiro título de Slam do escocês. Como comprei o ingresso que dava acesso ao estádio principal, o Arthur Ashe, também poderia acompanhar a segunda semifinal, do Djokovic com o David Ferrer. Infelizmente, um alerta de tornado, muito comum na época, forçou o adiamento desse jogo ainda no 1º set e todas as pessoas no complexo foram evacuadas. Em função de estar de viagem marcada no dia seguinte, não consegui fazer valer o direito de assistir o restante desse confronto. Uma pena.

Entrando nos bastidores, os ingressos para as fases finais de um Grand Slam não são baratos, paguei em torno de 300 dólares em um lugar intermediário. Mesmo para quem está lá em cima, mais distante dos jogadores, o ângulo de visão é muito bom pelo modo como foi construído o Arthur Ashe.

Fala Leitor - US OpenO complexo do US Open é muito grande e a entrada dos torcedores é bem organizada. Há seis ou sete opções de alimentação e lojas de quase todas as marcas ligadas ao tênis, mas não me esqueço de uma sessão de memória, em que são vendidas bolinhas utilizadas em jogos históricos. Elas vêm embaladas em um vidrinho com nome de atletas que disputaram o jogo e o ano. É um item de colecionador, por isso são vendidas por preços altos. Inclusive, quando acaba a partida e você quer as bolas desse momento para guardar de recordação, elas estão disponíveis dentro de duas a três horas. De acordo com a importância do duelo, raridade desses encontros, varia o preço. Tem bolas de mais de 30 mil dólares, de final, partida importante com Sampras ou Federer.

Para chegar em Flushing Meadows, no bairro de Queens, a melhor opção é o trem/ metrô. Na verdade, em geral, o deslocamento em Nova York é feito quase sempre dessa forma, inclusive pelos moradores locais. Não faz sentido alugar um carro, tampouco gastar dinheiro com táxi.

Nova Iorque é uma cidade vibrante. Vale a pena visitar os destinos mais conhecidos, como o Central Park e o Museu de Arte Moderna, mas é altamente recomendável explorar locais menos divulgados. Há excelentes cafés, restaurantes e museus de menor expressão em bairros como o Brooklyn.

Em 2018, o US Open será realizado entre os dias 27 de agosto e 9 de setembro. No site oficial do evento, há informação sobre a venda de ingressos e mais detalhes.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor deixe seu comentário!
Por favor preencha seu nome