O brasileiro Diego Matos foi banido do tênis profissional para o resto de sua carreira após ser condenado por fazer a de combinação de resultados em diversas partidas. Em comunicado emitido pelo Tennis Integrity Unit, o órgão responsável por combater a corrupção no esporte, foi anunciado que Matos deverá pagar uma multa de 125 mil dólares, além de desembolsar mais U$ 12 mil referentes ao valor recebido por ele em torneios disputados no Equador.

O responsável por identificar o caso foi Richard H McLaren, auditor independente do órgão. Ele descobriu que Diego planejou o resultado de 10 partidas de tênis disputadas em 2018 durante torneios da ITF no Brasil, Sri Lanka, Equador, Portugal e Espanha.

Além das acusações de manipulação de resultados, o gaúcho de 31 ano foi considerado culpado de não cooperar com uma investigação da Unidade de Integridade do Tênis. “Ao longo de três entrevistas separadas, ele se recusou a cumprir totalmente os pedidos para fornecer seu telefone celular para exames forenses e não forneceu registros financeiros”, diz o comunicado do TIU”.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor deixe seu comentário!
Por favor preencha seu nome