Alunos da rede municipal de Santo André aprendem a modalidade em bairros carentes da cidade

Estudantes da rede municipal de ensino de Santo André estão aprendendo a jogar tênis por meio de aulas gratuitas. Ainda há vagas e as inscrições estão abertas. Podem se matricular alunos do ensino fundamental, com idade entre 6 e 11 anos. Para participar é só procurar o CESA (Centro Educacional de Santo André) mais próximo.

O tênis é uma das novas modalidades que em 2018 passou a integrar o leque de atividades oferecidas pelas Ações Complementares da Secretaria de Educação. O programa oferece aulas de esporte e artes no contraturno escolar nos CESAs.

Projeto Social - CESA

As aulas de tênis acontecem em 12 CESAs da cidade. “A iniciativa está proporcionando a oportunidade de aprender a jogar tênis para os alunos das regiões mais afastadas e com população mais carente, como o bairro da Cata Preta, o Parque Andreense e o Jardim Santo André”, destacou o gerente dos CESAs, Márcio “Tubarão” Ribeiro.

Cerca de 100 crianças já estão inscritas nas aulas de tênis dos CESAs. “Temos capacidade para formar turmas com até 15 crianças cada, o que significa uma capacidade de atendimento de 180 crianças”, acrescentou.

Ainda de acordo com Ribeiro, há vagas disponíveis, porque é um esporte novo na rede de ensino. “Muitas pessoas consideram o tênis como um esporte elitista. Nosso objetivo é mudar esse conceito, popularizando o esporte e oferecendo ao aluno a possibilidade de vivenciar essa atividade. Essa vivência traz benefícios também no aspecto motor, social e cognitivo, contribuindo para o desenvolvimento global da criança”, acrescentou.


Método Play and Stay

Para manter as crianças estimuladas a continuar a praticar o esporte que requer muito treino, coordenação e concentração, as aulas de tênis de Santo André seguem o método Play and Stay, que transforma o aprendizado do esporte em um processo fácil e divertido. Criado em 2007 pela Federação Internacional do Tênis, com o objetivo de atrair pessoas para o esporte, o sistema se baseia no uso de bolas mais lentas em espaços reduzidos, aumentando a chance das pessoas sem experiência aprenderem a jogar. Há quatro velocidades de bolas e três tamanhos de quadras. À medida que a criança vai evoluindo, ela passa para o próximo estágio com uma bola de maior velocidade e outro tamanho de quadra.

Projeto Social - CESA

Eliana Aparecida Banhara, mãe dos irmãos Bryan, de 10 anos e Rian, de 8 anos, que aprendem tênis juntos no CESA Vila Linda, acredita que o esporte tem contribuído para o desenvolvimento dos filhos. “A prática de um esporte é muito benéfica para a saúde da criança e para o crescimento, e, além disso, contribui para o desenvolvimento no aspecto social, já que eles passam a interagir com outras crianças. Além disso, o aprendizado acaba sendo mais completo”, afirmou.

Por isso, encontrar talentos não é o foco principal do programa, mas se acontecer, o estudante será direcionado para continuar se aperfeiçoando. “Vamos realizar partidas entre as unidades e inscrever nosso alunos em festivais da região”, afirmou o gerente dos CESAs, Márcio “Tubarão” Ribeiro.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor deixe seu comentário!
Por favor preencha seu nome