Nicolas Zanellato, tenista de Santo André, tem como meta somar os primeiros pontos no profissional, mas pandemia é um grande obstáculo

A transição para o profissionalismo sempre foi difícil. No contexto atual, com a pandemia da Covid 19, o desafio tem sido ainda maior no tênis. Nessas horas é preciso buscar inspiração em vitórias na curta carreira, como faz Nicolas Zanellato. O tenista de Santo André disputou torneio pré chave nas quadras de Roland Garros em 2020 e deixou Paris com uma certeza: é possível alcançar o nível dos grandes.

“Foi uma ótima experiência. Fiquei um pouco nervoso no primeiro jogo, mas depois aproveitei, foi bom assistir os profissionais, dividir o mesmo ambiente e acompanhar a rotina deles. Sem dúvidas, foi uma inspiração. Me deu mais vontade de treinar para voltar lá um dia”, explicou à Winner o jogador de 19 anos.

Nicolas Zanellato - Roland Garros
Nicolas Zanellato – Roland Garros / 2020

Por conta da Covid e ranking, Zanellato ainda não conseguiu jogar um torneio profissional e busca recursos para as viagens. A meta em 2021 é somar os primeiros pontos na ATP, entrando no grupo dos 1.000 do mundo. Como alternativa para se manter, o andreense entra em torneios nacionais com premiação financeira. Em fevereiro, ficou com o título da Primeira Etapa CFR, em São Carlos.

“Levo para mim que é possível chegar. Percebi com essa experiência que não tem muito segredo, o que existe é um trabalho duro de muitos anos”, comentou o paulista, bastante focado no tênis apesar das dificuldades.

Mais inspirações

Em Paris, Nicolas Zanellato ficou impressionado com a movimentação de Dominic Thiem, austríaco cotado para ser número 1 do mundo no futuro. “Ele me impressionou bastante na parte física, é rápido e intenso”, detalhou.

Ficou curioso sobre a história deste jovem tenista?

Clique aqui e conheça um pouco mais sobre Nicolas Zanellato.


Nicolas Zanellato, tenista de 19 anos e atleta do Instituto Rede Tenis Brasil (IRTB), campeão do Roland-Garros Junior Wild Card Series by Oppo 2020. Já percorreu diversos países do mundo em busca de seu maior objetivo que é se tornar profissional e pontuar na ATP. Possui atualmente patrocínio da Babolat Brasil, Sodiê Doces e Espaço Herbalife Coração de Jesus – Nilton Campos

Leia também:  Thaísa fica com o vice-campeonato no Ec Pinheiros

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor deixe seu comentário!
Por favor preencha seu nome